"

Dois anjos em minha vida!!!






Histórico:

- 22/04/2012 a 28/04/2012
- 08/04/2012 a 14/04/2012
- 01/04/2012 a 07/04/2012
- 18/03/2012 a 24/03/2012
- 11/03/2012 a 17/03/2012
- 19/02/2012 a 25/02/2012
- 22/01/2012 a 28/01/2012
- 08/01/2012 a 14/01/2012
- 18/12/2011 a 24/12/2011
- 11/12/2011 a 17/12/2011
- 27/11/2011 a 03/12/2011
- 13/11/2011 a 19/11/2011
- 30/10/2011 a 05/11/2011
- 23/10/2011 a 29/10/2011
- 16/10/2011 a 22/10/2011
- 02/10/2011 a 08/10/2011
- 18/09/2011 a 24/09/2011
- 11/09/2011 a 17/09/2011
- 04/09/2011 a 10/09/2011
- 28/08/2011 a 03/09/2011
- 21/08/2011 a 27/08/2011
- 14/08/2011 a 20/08/2011
- 31/07/2011 a 06/08/2011
- 24/07/2011 a 30/07/2011
- 17/07/2011 a 23/07/2011
- 10/07/2011 a 16/07/2011
- 03/07/2011 a 09/07/2011
- 26/06/2011 a 02/07/2011
- 19/06/2011 a 25/06/2011
- 12/06/2011 a 18/06/2011
- 05/06/2011 a 11/06/2011
- 29/05/2011 a 04/06/2011
- 17/04/2011 a 23/04/2011
- 03/04/2011 a 09/04/2011
- 06/03/2011 a 12/03/2011
- 13/02/2011 a 19/02/2011
- 02/01/2011 a 08/01/2011
- 19/12/2010 a 25/12/2010
- 28/11/2010 a 04/12/2010
- 14/11/2010 a 20/11/2010
- 26/09/2010 a 02/10/2010



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis
- Vane e bb
- Aline e Mel
- Gabi e Ana Luíza
- Jack e seus amados filhos
- Tati e Willian
- Selma, Alex e Natália
- Talita - esperando o Léo
- Meu ultimo blog
- lembranças de um blog
- Dani, Ana Luíza e Clebinho
- dicas p gravidas
- Thaline e livia
- May - Perto de realizar seu sonho
- Templates
- Tani mãe do Antônio
- Pri mãe do Noah
- Mamae do Nathan
- Ana e Erik
- Tati e Miguel


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line



Volta a rotina de antes...

Terça começou as aulas do Deivid e com as aulas a canceira e o corre corre. A parte da manhã passa muuuito rápido e tenho q dar banho no João, fazer almoço, colocar o Deivid pra tomar banho e almoçar, arrumar merenda e a pasta, parar umas duas vezes pra amamentar o João e levar o Deivid pra escola.

Subir o morro da escola com o João no colo tem me dado uma dor nos braços e nas costas. Não sei se era mais difícil a barrigona gravida ou agora com ele nos braços. kkk

Chego em casa morta e aí tenho q fazer o serviço enquanto o João dorme. Só sento um pouquinho na hora de amamentar e "descansar" mesmo: Só na hora de dormir. Imagina q descanso: Dorme e acorda, dorme e acorda. Qdo não acordo com o João pra mamar acordo com o Deivid tossindo. E com esse corre corre e a falta de dormir direito estou tendo tonturas e dores de cabeça  todos os dias. Meu marido falou pra mim deixar o serviço e aproveitar o Deivid na escola e dormir a hora q o João dormi mas, eu não consigo dormi durante o dia, ainda mais vendo a casa pra arrumar. A cozinha eu mantenho sempre organizada mas, a casa... o quarto do Deivid então, nem se fala. Brinquedo, lápis, papel, biscoito... tdo esparramado.

No primeiro dia de aula eu tinha certeza de que, teriamos choro, choro e mais chloro. Pelo contrario, foi uma gracinha. Quando eu fui busca-lo ele estava todo sorridente me esperando! No segundo dia foi aquela tortura. Subiu o morro da escola chorando. Fiquei com o coracao apertado... mas eu tinha que ser forte! Ele faltou muito nas ultimas semanas de gestaçao e nas primeiras semanas q o João nasceu. O pai já falou q não vai ficar pagando escola pra ele ficar em casa. Além disso ele precisa interagir com outras crianças, aprender a ler e escrever pra futuramente ter uma profissão mas, ver aqueles olhinhos saindo lágrimas e ouvir: me deixa ficar em casa... dói, dói no coração de qualquer mãe. Prometi a ele q na volta da escola jogava bola com ele. Ele foi  e na volta dei uns cinco chutes na bola e fui fazer janta. Aproveitar o soninho do João mas, compri a promessa e "joguei a bola" com ele. O pai conversou com ele, aquelas promessas de dia das crianças, natal e aniversário e agora ele esta indo sem choro pra escola.

Bom, Já esta um testamento então vamos resumir... Minha avó vai ganhar alta do hospital por esses dias. A cirurgia da minha tia foi um sucesso e ela passa bem, agora vem a parte mais dolorosa do tratamento... a quimeoterapia mas tenho certeza q tdo vai dar certo.

Quero Parabenizar a amiga Tatita pela chegada do Léo. Amiga qdo passei no seu blog, um dia antes da data marcada pra desejar um bom parto, vi a notícia q o leo já havia chegado. De certa forma já esperava pois, vc demorou dar noticias. Bom, parabéns, q o léo traga a vcs muita felicidades!!!

 

 



- Postado por: mamaededicada às 11h03
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




DIA MUNDIAL DA AMAMENTAÇÃO


Criança busca o olhar da mãe para sentir-se amada e protegida

No dia primeiro de agosto comemora-se o dia mundial da amamentação.

A data foi criada a fim de promover o exercício da amamentação natural, com o objetivo de combater a desnutrição infantil, além de possibilitar a criação de bancos de leite para crianças que não têm condições de serem amamentadas por suas mães.

O leite é um dos principais alimentos para nutrir o organismo humano e por isso, toda criança, ao nascer, deve ser amamentada.

Além dos laços afetivos com a mãe, a amamentação é necessária, pois é a forma da criança receber cálcio, fósforo e ferro, além de outros nutrientes importantes para que tenha um crescimento saudável, como as vitaminas. Garante a boa formação óssea, que vai do nascimento até os trinta e cinco anos de idade.

Os bebês devem ser amamentados até por volta dos dois anos de idade, para garantir sua saúde e imunizar contra doenças respiratórias e diarreicas, além das doenças crônicas, problemas cardiovasculares, diabetes, hipertensão e osteoporose.

Já se comprovou, cientificamente, que crianças que são amamentadas por suas mães, têm um desenvolvimento melhor, além do nível de inteligência ficar mais elevado. Isso em razão das trocas afetivas que acontecem durante o ato de amamentar.

A importância do colo, do aconchego materno, que traduz a proteção e o amor, faz com que o trauma de sair de dentro da barriga de sua mãe seja menor, pois lá a criança estava quentinha e bem alimentada.

O João tem sentido muita cólica. Todos os dias começa as seis e vai até as nove da noite. O remédio q o médico passou ajuda bastante mas, não resolve. O q tem resolvido são as massagens. Também estou dando uma colher (de chá) de chá de funcho quatro vezes ao dia. Queria ficar exclusivamente só com o leite do peito mas, ver meu bb com dor, chorando sem parar acaba me levando a tentar outras opções para ajuda-lo. Bom, ele tem acordado duas ou três vezes a noite para mamar, mas já esta dormindo melhor.  Ele cresceu bastante e engordou tbm. Ele esta parecendo bebê de três meses. Está esperto... conversa com ele, ele fica procurando e as vezes sorri. Já vira a cabecinha pro um lado e pro outro.

O Deivid esta muito gripadinho mas, só fica de pé no chão. Melhorou bastante a crise de ciúmes e até tem me ajudado olhar o João. Ele esta muito esperto, fala cada coisa q as vezes nem dá pra acreditar. Aprendeu a andar de bicicleta sem as rodinhas do lado e com isso saiu um pouco da frente da TV.  As aulas dele começa só amanhã portanto, amanhã começa o corre corre novamente. 

Eu... Eu estou triste, mas posso dizer q estou bem. Qdo meus filhos estão bem, eu me sinto bem. Estou triste  porque minha avó esta enternada com a glicose alta. E sabado a noite recebi a notícia q uma tia esta com cancer no intestino, vai operar hj, Por favor, Orem por ela! O filho dela teve no pescoço a cinco anos atraz e foi curado. Estamos preocupados pq  ela esta muito fraca, pesando 44 kg. Ela estava sentindo dor no estômago e foi ver cancer no intestino. Por isso devemos sempre procurar um médico, assim q sentir qualquer tipo de dor e seja em qualquer parte do corpo.  E ontem faleceu uma mulher aqui na minha rua. Eu apenas comprimentava, não tinha muito contato mas, ela era bastante conhecida pelo meus pais. 

Bom, por hj é isso. Mais uma vez peço que orem pela minha tia e tbm pela minha avó.

Triste

bjussss



- Postado por: mamaededicada às 10h59
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




 

O QUE É A CÓLICA NO BEBÊ?

A cólica tem sido definida como um longo período de choro vigoroso que persiste apesar de todos os esforços de consolo. 
A maioria dos bebês passa por períodos em que parecem anormalmente nervosos ou choram por nenhuma razão aparente. A cólica é mais comum durante os três ou quatro primeiros meses de vida. Pode começar nas três primeiras semanas após o nascimento e geralmente acaba perto dos três meses de idade. É raramente sentida por bebês com mais de seis meses de idade.
O bebê pode engolir ar quando se alimenta ou durante uma ataque de choro prolongado. Engolir ar aumenta as dores por gases. Quando um bebê tem uma dor por gases, pode ser a pior dor que seu pequeno corpo já sentiu.
A diferença da cólica para os outros problemas é que, independente do que fizer, o choro não pára. 
Suspeite de uma verdadeira cólica quando seu bebê tiver ataques repentinos e sérios de choro alto que duram várias horas; se o choro ocorrer na mesma hora todos os dias, muita vezes à tarde ou à noite; se os episódios de choro acontecem repetidas vezes, começando de repente e terminando de forma abrupta; se seu bebê parece inconsolável e nada que fizer lhe traga conforto; se seu bebê parece zangado e se debate quando o segura no colo; e se parece não haver nenhuma explicação para esses repentes de choro.
Se seu bebê tiver cólica, os meses de choro e aflição aparentemente implacável do seu filho podem deixá-lo frustrado, ansioso, confuso, exausto, culpado e inadequado. Uma das principais preocupações ao lidar com um bebê com cólica, além de descobrir formas de confortá-lo, é confiar na sua capacidade de manter e criar um relacionamento amoroso com seu recém-nascido.

DIRETRIZES ALIMENTARES

Se estiver amamentando e seu bebê tiver cólica, ele pode ser sensível a algo que você esteja comendo. Os agressores mais comuns são laticínios, chocolate, cafeína, melão, pepino, pimentão, frutas e sucos cítricos e alimentos condimentados. É bem provável que você mesma possa ter alergias desconhecidas a determinados alimentos. Para descobrir as alergias alimentares, tente seguir uma dieta de eliminação ou um rodízio alimentar. Seguir essas dietas pode parecer uma tarefa complicada, mas os resultados podem ser bastante animadores. Outra alternativa é manter um diário alimentar para ajudá-la a identificar correspondências entre os alimentos que ingere e os sintomas, tanto do bebê quanto seus. Se descobrir uma sensibilidade desconhecida da qual não tinha suspeitado, o simples fato de evitar o alimento provavelmente a fará se sentir melhor e também aliviará a cólica do seu bebê.
Se estiver amamentando um bebê com cólica, tente eliminar da sua dieta alimentos que produzam gás, inclusive couve-flor, brócolis, couve-de-bruxelas, pepino, pimentão verde e vermelho, cebola, favas e leguminosas. Outros alimentos na dieta da lactante que podem contribuir para a ocorrência de cólica incluem leite de vaca, banana, frutas silvestres, e qualquer coisa que contenha cafeína.
A lactante que amamenta um bebê com cólica deve minimizar a quantidade de alimentos crus na sua dieta. A dieta da lactante deve consistir em 70 a 80% de alimentos cozidos e apenas 20 a 30% de alimentos crus. Siga uma dieta simples.
Se seu bebê com cólica toma mamadeira, sua fórmula pode estar causando o problema. Pergunte ao seu médico se é aconselhável usar uma fórmula infantil diferente.

TRATAMENTO FITOTERÁPICO

chá de camomila é um calmante e relaxante conhecido. A lactante deve beber uma xícara, duas vezes ao dia. Dê ao bebê que toma mamadeira 1 colher de chá, três vezes ao dia, no leite ou na água, durante três ou quatro dias. Em seguida, diminua a dose para duas vezes ao dia.
funcho também pode ser útil para aliviar a cólica. A lactante pode beber uma xícara de chá de funcho, três vezes ao dia. Ou dilua uma xícara de chá de funcho em duas xícaras de água e dê ao bebê 1 colher de chá, quatro vezes ao dia.
A lactante pode beber uma xícara de chá de gengibre, três vezes ao dia, para ajudar a aliviar a cólica do seu bebê.
chá de hortelã-pimenta ajuda a acelerar o tempo de esvaziamento do estômago, melhora a digestão e atua como anti-flatulento. Dê ao seu filho 1 colher das de chá de chá de hortelã-pimenta, de quatro a cinco vezes ao dia.
Observação: Se estiver dando ao seu filho chá de hortelã-pimenta e um preparado homeopático, faça um intervalo de uma hora entre um e outro. Do contrário, o forte cheiro do hortelã-pimenta pode interferir na ação do remédio homeopático.
Tente dar ao seu bebê um chá de várias ervas. Pesquisadores israelenses administraram uma dose diária de cerca de ½ xícara de chá feito decamomila, alcaçuz, funcho, e erva cidreira a bebês com episódios de cólicas e descobriram que os sintomas diminuíram em mais da metade das crianças estudadas.

RECOMENDAÇÕES GERAIS

Se tiver um bebê com cólica, procure não ficar nervoso. O estresse e a tensão - tanto seus quanto do bebê - podem contribuir para a cólica e piorar o problema. Se sentir que sua frustração está fugindo de seu controle, converse com um profissional de saúde. Busque apoio emocional e terapia. No meio de um choro relacionado à cólica, experimente uma das seguintes sugestões. Alguns bebês reagem a algumas; alguns (infelizmente) não reagem a nenhuma.

Para ajudar a relaxar as câimbras musculares e acalmar seu bebê, coloque-o sobre seus joelhos ou contra seu peito com um saco de água morna entre você e a barriga do seu bebê.
Se seu bebê adorar água, experimente um banho morno e calmante.
Massageie a barriga do seu bebê com uma loção ou óleo sem álcool. Seguindo o caminho natural dos intestinos, esfregue suavemente do "canto" direito inferior do abdome até a parte inferior da caixa torácica, descendo para o "canto" esquerdo inferior; repita a operação.
Alguns bebês reagem quando são acariciados e ninados. Muitos bebês se acalmam quando você os coloca no colo e anda com eles.
Alguns bebês preferem a segurança de serem bem enrolados em um cobertor; alguns preferem cobertas soltas que permitam a livre movimentação. Tente descobrir o que seu bebê prefere.
Os bebês com sintoma nervoso sensível podem reagir melhor com a diminuição de estímulos externos. Experimente uma iluminação fraca, menos toques e uma atmosfera tranqüila.
Alguns bebês reagem à música calma e tranqüilizante; alguns a gravações de batimentos cardíacos; alguns a gravações dos sons com os quais conviveram nos nove meses de vida uterina, que incluem os batimentos cardíacos da mãe e o som constante do fluxo sangüíneo da mãe circulando no seu corpo. Curiosamente, o som da máquina de lavar roupa muitas vezes parece ter o mesmo efeito.
O movimento vigoroso distrai alguns bebês com cólica. Ouvir música animada e saltitar com o bebê no colo talvez não seja sua atividade predileta às 3 horas da manhã, mas sabe-se que tem surtido efeito.
Faça seu bebê "pedalar". Com o bebê deitado de costas no chão, movimente suavemente suas pernas, como se ele estivesse pedalando. Pratique esse exercício várias vezes, todos os dias. Esses movimentos passivos das pernas podem trazer conforto ao sistema digestivo do seu bebê.
Faça um curso de massagem infantil para aprender como a massagem ajuda o crescimento e desenvolvimento geral do seu bebê. Seu professor também pode lhe ensinar massagens e técnicas específicas para debelar a cólica.

PREVENÇÃO

Tome nota dos acessos de irritabilidade e choro do seu filho e procure um denominador comum. Veja se seu filho chora mais ou menos na mesma hora, todos os dias. Tente determinar se certos alimentos ou atividades levam ao choro. Se descobrir uma relação, elimine o alimento ou a atividade que considera a causa.
Crie um ambiente calmo enquanto alimenta seu bebê e aproveite esse momento junto com seu filho. Ouça músicas relaxantes. Certifique-se de que você e o bebê estão fisicamente confortáveis. Vista-se e ao seu bebê de forma que não sintam frio e estejam à vontade. Garanta que a fralda do seu bebê não esteja muito apertada.
Ao alimentar seu bebê, tente segurá-lo em uma posição ereta para que o ar fique acima do leite no seu estômago. Isso ajudará seu bebê a expulsar o ar quando arrotar.
Se estiver dando mamadeira ao seu bebê, verifique o tamanho do furo no bico. O leite deve pingar lentamente quando a mamadeira ficar de cabeça para baixo. Se o furo for muito pequeno ou muito grande, seu bebê pode ingerir muito ar enquanto estiver mamando.
Para controlar a quantidade de ar que o bebê engole enquanto mama, limite o tempo em que realmente mama a dez minutos. Após cerca de 50 mililitros de líquido, tente fazer com que seu bebê arrote (mas não fique desanimado se ele não arrotar).
No final de cada mamada completa, ponha seu bebê para arrotar durante dez minutos. Fique calmo. Alguns minutos a mais, agora, podem evitar um acesso de cólica mais tarde.
Se seu bebê não conseguir arrotar após cerca de dez a quinze minutos, coloque-o em uma posição ereta durante cerca de uma hora e tente novamente.
Se estiver amamentando seu bebê, elimine os alimentos relacionados na seção Diretrizes Alimentares, e investigue a possibilidade de alergia alimentares.
A lactante deve tomar um suplemento de Lactobacillus acidophilus ou bifidus. Se estiver dando mamadeira ao seu filho, administre o suplemento dissolvido no leite.
Tente evitar dar muita ou pouca comida ao seu bebê. Regurgitar o alimento após mamadas pode indicar superalimentação; choro ou sucção contínua após a mamada pode indicar subalimentação. Faça o que seu filho mandar. Se seu bebê estiver engordando e se desenvolvendo normalmente, você provavelmente estará no caminho certo.



- Postado por: mamaededicada às 10h17
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________